Sua maior e mais completa fonte sobre All Time Low no Brasil!
Alex é “tecnicamente” britânico, então onde estão as indicações ao BRIT’s?

Durante a passagem da banda esse mês pelo Reino Unido com a turnê Back To The Future Hearts, Alex e Jack conversaram com a MTV UK onde fizeram pequenas entrevista contando alguns fatos sobre a banda. Confira abaixo o vídeo e tradução de um desses trechos. (A entrevista com eles vai até o 0:45)

Becca: Pra começar, a banda de pop-punk americana, All Time Low, que atualmente está atravessando o globo com a “Back To The Future Hearts Tour“, mas se eles pudessem voltar para qualquer momento histórico, quando e onde voltariam?

Alex: Eu voltaria para o momento que os pais do Jack fizeram amor e conceberam o pequeno bebê Jack e daria parabéns pra eles pelo trabalho bem feito.

Becca: Isso é fofo… Eu acho. E mesmo a banda sendo formada em Baltimore, Estados Unidos, eles não parecem muito felizes em perder indicações em premiações britânica esse ano.

Jack: All Time Low é uma atração britânica e…

Alex: Eu sou britânico, pra falar a verdade.

Jack: E nos sentimos esnobados.

Alex: É meio insultante que ninguém me considerou.

Jack: Sim, e eu me tornaria britânico.

Alex: Você pode se tornar britânico, nós deixamos você virar um.

Becca: Basta apenas um rápido bate papo com a rainha, querido. Relaxa…

É oficial: All Time Low e One Direction são bffs!

Desculpe, 5SOS! Mas o All Time Low e o One Direction têm uma bela amizade! O que é um bromance glorioso para nós que somos fãs das duas bandas.

Recém chegado da turnê com sua banda pelo Reino Unido e Irlanda, Alex e Jack confirmaram sua amizade com a boyband.
Jack  disse ao The Sun: “Eles são legítimos.” Alex concordou e acrescentou outro comentário: “O novo álbum é muito legal, é realmente muito louco. Há uma produção incrível sobre o novo material. Sou um grande fã deles.”.

Barakat também contou ao The Sun que amou o novo álbum da boyband e que não se decepcionou ao conhece-los, “eles são legais demais, e eu gosto muito deles como pessoas.”.

 

Impressionante, né? Estamos ultrapassando a linha da esperança de que ambas bandas iniciem suas sessões de escritas juntos! Imagine que maravilhoso seria um feat entre One Direction e Jalex? Queremos, e vocês!? Comente aí o que você acha desse bromance e qual música você gostaria de vê-los cantando junto! 🙂

Matéria Original: Maximumpop // Matéria Traduzida por: All Time Low Midia.

 

ALEX E JACK EM ENTREVISTA PARA O THE SUN.

Durante a viagem para o Reino Unido Alex e Jack deram entrevista para o The Sun e falaram um pouco sobre a turnê, amizade com os meninos do One Direction e sobre o futuro da banda. Confira a matéria traduzida:

“Podemos contar com os nossos fãs. Isso é uma coisa incrível de se saber.” All Time Low fala sobre caos e sua amizade inesperada com 1D antes de sua primeira turnê como headliners em arenas do Reino Unido.

Q&A: Saiba de toda a conversa com a banda sobre o último álbum Future Hearts:

Preparados para arrasar, All Time Low sabe como fazer um bom show e estão prontos para surpreender os fãs do UK. A banda é conhecida por trazer o “elemento caos” quando se apresentam ao vivo. Desde ter o palco pegando fogo, até fazer piadas altamente inapropriadas, a banda americana sabe montar um show.

Na primeira turnê headline no UK, Zara Rowden falou com o cantor e guitarrista Alex Gaskarth e com o guitarrista Jack Barakat, sobre como é voltar para o UK, conhecer os fãs e sobre como se tornaram amigos do One Direction.

Vocês se sentem bem de voltar ao Reino Unido?

Jack: Assim que chegamos nos sentimos em casa.

Alex: Especialmente para mim, Inglaterra é a minha primeira casa. Eu amo voltar. Nós sempre nos divertimos aqui.

Vocês fazem um Meet&Greet antes de todos os shows, nos contem sobre isso.

Alex: É uma maneira de se conectar com os nossos maiores fãs. Muitos deles são como amigos. Toda vez que vamos para outro país ou para outra cidade podemos contar em ver certas pessoas. Isso é uma coisa incrível de se vivenciar.

Vocês já tiveram alguma experiência maluca com fãs?

Alex: Tem um nível de conforto lá. As vezes entramos em um meet e ninguém está empolgado porque já nos viram 20 vezes. Eles pensam “Ah, aqueles caras de novo.” E todos se conhecem entre si também.

Vocês tem alguma música favorita do álbum Future Hearts?

Jack: Something’s Gotta Give. Desde a primeira vez que ouvi sempre foi a minha música.

Alex: Kids In The Dark tem uma mensagem para os nossos fãs e é bem legal de tocar ao vivo.

Qual foi a inspiração em ter os fãs no vídeo de Kids In The Dark?

Alex: Nós chamamos nosso fã clube algumas vezes para vídeos. Funciona de uma maneira mais profunda com pessoas que querem estar tão envolvidos com a banda e eles são as primeiras pessoas que a gente escolhe quando precisamos de alguém para vídeos ou para backing vocals em alguma música. Nós temos pessoas que nós só precisamos chamar e sabemos que eles virão com a gente.

Jack: Quando você está gravando um vídeo, você quer ter a reação mais genuína dos fãs. Você não quer atores dançando e pulando, então é legal ter pessoas que conhecem e amam as músicas nos vídeos.

A música de vocês mudou com o passar dos anos, vocês estão sempre experimentando e abertos a novas ideias?

Alex: Sim, acho que fizemos um bom e justo trabalho em ficar verdadeiros ao que All Time Low sempre foi, que é escrever músicas pop-rock que são divertidas e alegres. No final do dia as duas únicas coisas que guiam a banda é a nossa energia – que vem de um lado mais do rock- e a grande sensibilidade do pop. Eu sou um grande fã da música pop, então sempre foi um fator motivador para mim- as melodias e as pegadas. Nós ficamos bem compatíveis com isso, mas com essa pequena ideia nós mudamos um pouco e tentamos e em algumas vezes as pessoas se chocaram. Nós tentávamos algo e eles ficavam “ah, o que foi isso?” Mas com o tempo as pessoas percebiam que tinha um quadro maior. Nós estamos navegando por essa ideia um pouco.

Nós notamos que vocês recentemente se tornaram amigos do One Direction, como isso aconteceu?

Jack: Eles são caras legítimos. Você nem percebe que eles são as pessoas mais famosas do mundo.

Alex: E o novo álbum deles é bem legal e bem incrível, por um ponto de vista de compositor tem uma produção bem legal no material novo. Eu sou um grande fã da música deles.

Jack: Nós amamos a música deles desde antes de conhecê-los. Eu posso amar uma banda ou um artista e se eu conhecer eles e eles não forem legais, destroem tudo. Mas se vai por um outro lado de que se a música deles é incrível e você conhece eles e eles são realmente legais, eu vou gostar ainda mais. Eles são esse tipo de banda.

Vocês estão tocando em arenas agora, vocês preferem shows maiores?

Alex: Quando você está lá tocando para 10 mil pessoas e nós podemos ter todos os truques e a produção e sentimos como um real show de rock n’ roll é incrível. Mas ao mesmo tempo, quando voltamos e tocamos em lugares menores tem sempre algo bem legal com a energia e em estar perto de todo mundo.

Jack: Nosso show é feito para nossos fãs, mesmo em um lugar grande, ainda parece um show do All Time Low. A maneira que interagimos com os nossos fãs não parece que é um show ensaiado. Nós tentamos ser descontraídos e divertidos.

Como vocês decidem as set lists? Vocês brigam por isso?

Alex: Sim, isso é o que mais brigamos. O pior de tudo.

Jack: Não é fácil depois de ter 6 álbuns, mas você escolhe as músicas que a plateia quer ouvir. Nós presamos muito isso e escolhemos as músicas que gostamos de tocar. Todo mundo dá a sua opinião sobre qual é boa.

Alex disse que estão trabalhando em música nova, podemos esperar ouvir logo?

Alex: Sim, um pouco! Está meio em todo lugar. Não é só para o All Time Low. Estou tentando escrever música para qualquer um e para todos nesse ponto. Estou começando a ficar criativo de novo. Nós obviamente estamos considerando o que vai vir e começando a fazer as engrenagens rodarem para All Time Low também, mas ainda parece que nosso álbum acabou de sair, não vamos nos apressar.

Matéria Original: The Sun | Tradução e Adaptação: All Time Low Midia Team

 

 

 

Baltimore Style: Uma Proposta Pop-Punk.

Talvez tenha sido o Camembert.

Lanchando em casa, Alex Gaskarth, o vocalista da banda de pop-punk All Time Low, não poderia suportar voltar em turnê sem propor a sua namorada de longa data. “Eu tinha um plano,” ele conta, “mas não funcionou. Então eu meio que apenas fui fundo.” Ele fez a pergunta sobre uma tábua de queijos e frios enquanto seus cachorros, um vira lata pitbull resgatado da rua e um Papillon, prestavam atenção ao lado.

Dez anos atrás, com 16 anos, Gaskarth conheceu sua futura noiva, Lisa Ruocco, quando All Time Low tocou no churrasco dos formandos da Escola Dulaney. Mas foi a melhor amiga de Ruocco, Samantha, a primeira a levar Gaskarth em um encontro.

Durante esse tempo, eu e Alex começamos a ficar muito próximos,” falou Ruocco, uma organizadora de eventos da Union 3 Events.
Lisa me roubou dela,” brinca Gaskarth.

Sam não ficou muito chateada,” diz Ruocco, cuja dama de honra não é outra senão a ainda melhor amiga Samantha. “Eu organizei de nós sairmos em um encontro duplo para um cinema. Depois, nós fomos pro Friendly’s – você sabe, aquele tipo de coisa que você faz quando você está no ensino médio.

Eu estava flertando com a Lisa através da mesa,” conta Gaskarth.

Ao longo da década que eles estão juntos, o casal confessa fazer muita coisa para continuar firmes. Por causa da agenda de shows de Gaskarth e a carreira de Lisa, eles eram – e ainda estão – muitas vezes separados geograficamente.

Houve sempre uma atração magnética“, diz Gaskarth. “Nós sempre encontramos uns ao outro novamente.

Quanto mais nos crescemos separadamente, mais queríamos crescer juntos,” disse Ruocco.

Quando isso acontece,” conta Gaskarth, “é fácil de apaixonar de novo e de novo e de novo.

Gaskarth se sente sortudo por Ruocco aguentar a sua difícil agenda de viagens. Pelo menos uma vez na tour ela viaja para encontrar com ele.

Sair em turnê é tudo que sabemos,” ela conta. “Mas nós nunca ficamos entediado um do outro.

Tem vezes que eu estou quase sem paciência, e fico meio ‘Oh meu Deus, apenas saia daqui logo,‘” Gaskarth conta. “Mas eu acho que relacionamentos precisam ter um pouco de tensão e estresse envolvido.

Ruocco e Gaskarth fizeram 28 anos em Dezembro e irão se casar na primavera, depois de um noivado de um ano. Eles vão estar tentando amarrar o nó em uma igreja antiga no centro, que Alex descreve como “Um pouco degradada, mas também realmente encantadora.” O ministro deles será seu amigo Jeff, o designer de iluminação da banda, que pediu a licença online para o evento.

Acho que pegamos ele de surpresa com o pedido,” fala Gaskarth. “Mas ele será incrível. Tenho certeza que ele vai fugir pelas tangentes, mas nós gostamos disso.

Copper Kitchen irá atendendo o evento, e o Chef Kevin Miller irá deliciar os convidados com um menu eclético, que reflete o estilo de vida do casal.

Eles terão pãezinhos de escargot inspirados naqueles oferecido em Fork & Wrench, ceviche de lagosta como o que eles desfrutaram em St. Bart e asas de frango como aquelas que a banda e equipe devoram sempre que estão em Nagoya, Japão. E, claro, haverá uma mesa de queijos e frios.

Definitivamente a comida é a parte mais importante de um casamento,” diz Ruocco. “E o Chef Kevin é um gênio.

Gaskarth quer ter certeza que a música seja ao vivo e constante. Eles contrataram Millennium, uma banda de casamento de Washington, D.C., cujo o vocalista Travis Tucker, foi um dos finalista do “American Idol” de 2005.

Eles nunca param de tocar,” falou Gaskarth. “Eles fazem turnos, e isso é importante porque não queremos que a festa termine. Não acho que ninguém irá querer ir embora.
Nós queremos que esse casamento celebre todas as etapas da vida,” conta Gaskarth.

Rian Dawson, o baterista do All Time Low, será o padrinho de Gaskarth – o que foi uma escolha difícil para Gaskarth, que considera todos seus companheiros de banda seus irmãos. Quando ele comprou o anel de noivado, eles celebraram. “Eles estavam tão animados,” ele diz. “Eles estavam prontos por isso.

Ruocco irá usar um vestido da designer israelense Inbal Dror, e Gaskarth usará um smoking sob medida feito por Christopher Schafer e seu filho, Seth.
Não será um smoking preto,” conta Ruocco. “Estamos tentando achar uma cor única

O que eles mais amam um no outro?

Lisa faz as coisas acontecerem“, diz Gaskarth. “Ela lida com as minhas loucuras na melhor maneira possível. E ela é uma pessoa boa e caridosa. Ela sempre é a pessoa no grupo que cuida de todos, sempre se esforçando, certificando-se todos estão bem“.

O que eu mais amo no Alex,” começa Lisa, “é a sua bondade. Ele transpira bondade. Ele é tão legal, uma das pessoas mais autêntica que já conheci. Ele nunca se acha demais. As pessoas falam pra mim que sou sortuda porque ele está em uma banda famosa – e eu admiro seu talento e adoro assistir ele tocar – mas ele é muito mais que isso.

Fonte: Baltimore Style

All Time Low no Radio 1 Breakfast com Nick Grimshaw.

Durante a passagem da banda ao Reino Unido, a banda compareceu ao programa de rádio da BBC, o Radio 1 Breakfast e você pode conferir o programa todo legendado pela nossa equipe.

 

Página 30 de 47« Primeira...1020...2829303132...40...Última »