Sua maior e mais completa fonte sobre All Time Low no Brasil!
Alex e Rian falam sobre o novo álbum e nova gravadora para o All The Rage TV. Confira:

O All Time Low já começou a promover seu sétimo álbum, Last Young Renegade, pelos programas de TV e de rádio. Ontem, no dia 3 de maio, eles aproveitaram para bater um papo com AllTheRageTV e contaram como foi o processo de criação do álbum e sobre a nova gravadora. Confira a entrevista abaixo:

Alex: Estou muito ansioso para o novo álbum, parece isso piora a cada dia mais, sabe? Nós trabalhamos muito neste álbum, foi quase um ano inteiro produzindo e escrevendo ele. Nós não tínhamos essa ideia de deixá-lo meio obscuro. Eu só tinha muito a dizer e meio que acabou sendo sobre assuntos bem obscuros e pessoais. Musicalmente, ele foi influenciado por coisas que crescemos ouvindo. Ele estava sendo feito na mesma época em que David Bowie e Prince morreram e várias partes disso me levaram à experimentar coisas que nunca experimentamos antes. O que aconteceu também foi que nós tivemos que aprender a mexer com novos instrumentos. Sabe, você quer sair do estúdio se sentindo um bom músico e acaba sendo fácil se sentir confortável com as coisas que você faz todas às vezes, porque você sabe que é bom naquilo, então saímos da nossa zona de conforto e tentamos melhorar em coisas novas.

Rian: Como ele disse, isso nos forçou a sermos criativos. Nós aprendemos a usar nossos instrumentos de formas diferentes, então não vai ser aquela coisa repetitiva que você vê em todos nossos álbuns.

Alex: Os produtores tem seus próprios gostos musicais, mas ao mesmo tempo, eu acho que… Nós estamos fazendo isso por tanto tempo que nós sabemos o que é o All Time Low e acho que descobrimos isso agora… Uma coisa legal nesse álbum, é que há coisas novas e ele tem uma abordagem diferente, por mais que seja um álbum autentico do All Time Low. É uma nova era, mas sempre seremos verdadeiros com nos mesmos e com nossos fãs.

Rian: Não importa onde esteja nossa gravadora, seja no Reino Unido ou em qualquer lugar, eles sabem que a nossa banda é feita por fãs e por shows ao vivo. Não é como se nós estivéssemos sendo forçados. Eles confiram na gente, eles só ajudaram a gente no que precisávamos.

Alex: Felizmente, nós trabalhamos com a Hopeless por muito tempo. O que aconteceu foi que nosso contrato acabou e nós queríamos explorar novas possibilidades. A Fueled by Ramen se interessou e na hora pareceu ser o melhor lugar para começar essa nova era.

Assista o vídeo da entrevista abaixo:

 

All Time Low se apresenta no programa Late Night with Seth Meyers, assista!

A banda All Time Low marcou presença no programa Late Night com Seth Meyers para divulgar o single Dirty Laundry, primeira música a ser lançada do sétimo álbum da banda intitulado Last Young Renegade.

O programa é exibido pelo canal americano NBC, e foi ao ar na madrugada do dia 02 para o dia 03, às 01h35 (horário de Brasília) e, se você perdeu a apresentação, você pode conferir no vídeo abaixo.

Confira a letra e a tradução da música Life Of The Party.

Depois de Dirty LaundryLast Young Renegade, é a vez de Life Of The Party!

A seguir, você confere a letra da nova música e a tradução escrita pela nossa equipe.

 

Life Of The Party – O Centro das Atenções:

 

All these people are passed out
(Todas essas pessoas estão desmaiadas)
On the floor on my hotel room
(No chão do meu quarto do hotel)
I don’t know half of them
(Não conheço metade delas)
But they all wanna know me
(Mas todas elas querem me conhecer)

And it’s four in the morning
(E são quatro da manhã)

I’m just trying to fix myself
(Só estou tentando me consertar)

What the hell did I do?
(Que diabos eu fiz?)

I’m the life of the party
(Sou o centro das atenções)

Somewhere in between
(Algum lugar no meio)

Who I used to be
(De quem eu costumava ser)

Who will be tomorrow
(Quem serei amanhã)

When the champagne close my mind
(Quando o champagne apagar minha mente)

Thrills don’t come for free
(Prazer não é de graça)
The price you pay for dreams
(O preço que se paga por sonhos) 

In a sea of strangers
(Em um mar de estranhos)

I can’t find me anymore
(Não consigo mais me achar)

I can’t find me anymore
(Não consigo mais me achar)

I keep thinking about you
(Eu continuo pensando em você)

How you level me out sometimes
(Como você me impede de crescer as vezes)

When I’m out of my head
(Quando eu saio de mim)

And I don’t wanna face it
(E não quero lidar com isso)

You say it’s all for a reason
(Você diz que é tudo por uma razão)

What the fuck is the reason now?
(Qual é a razão agora?)

Coming down, bring me back
(Estou indo, me traga de volta)

I’m the life of the party
(Sou o centro das atenções)

Somewhere in between
(Algum lugar no meio)

Who I used to be
(De quem eu costumava ser)

Who will be tomorrow
(Quem serei amanhã)

When the champagne close my mind
(Quando o champagne apagar minha mente)

Thrills don’t come for free
(Prazer não é de graça)
The price you pay for dreams
(O preço que se paga por sonhos) 

In a sea of strangers
(Em um mar de estranhos)

I can’t find me anymore
(Não consigo mais me achar)

I can’t find me anymore
(Não consigo mais me achar)
I can’t find me anymore
(Não consigo mais me achar)

Now it’s four in the morning
(Agora são quatro da manhã)

I’m just trying to fix myself
(Só estou tentando me consertar)

What the hell did I do?
(Que diabos eu fiz?)

I’m the life of the party
(Sou o centro das atenções)

It’s so hard to imagine
(É tão difícil imaginar)

Who I’d be if I walked away
(Quem eu seria se fosse embora)

Never know what it’s like
(Nunca saber como é)

To be the life of the party
(Ser o centro das atenções)

I’m the life of the party
(Eu sou o centro das atenções)

Somewhere in between
(Algum lugar no meio)

Who I used to be
(De quem eu costumava ser)

Who will be tomorrow
(Quem serei amanhã)

When the champagne close my mind
(Quando o champagne apagar minha mente)

Thrills don’t come for free
(Prazer não é de graça)
The price you pay for dreams
(O preço que se paga por sonhos) 

In a sea of strangers
(Em um mar de estranhos)

I can’t find me anymore
(Não consigo mais me achar)

I can’t find me anymore
(Não consigo mais me achar)
I can’t find me anymore
(Não consigo mais me achar)

 

All Time Low lança o clipe da música Life of the Party. Assista:

O All Time Low liberou hoje (28), em seu canal do Youtube, o clipe da música Life Of The Party, que estará presente no sétimo álbum da banda intitulado Last Young Renegade.

Last Young Renegade estará disponível no dia 2 de Junho e você pode conferir todas as informações clicando aqui.

Assista o clipe de Life Of The Party a seguir:

 

 

RockSound — “Você preferiria?” Com Jack Barakat.

Hoje (26), saiu a nova edição da revista RockSound e há uma brincadeira com o Jack. Confira a matéria traduzida logo abaixo:

Você preferiria? Apenas outro dia na vida do pop punker mais travesso de todos!

RS: Sentir coceira ou ficar suado para sempre?
JB: 
Eu sempre estou suado. Ser picado para sempre é meu maior medo – Eu enlouqueceria. Quando sou picado por um mosquito, eu fico muito bravo. Se eu tivesse mil picadas em meu corpo, eu me mataria.

RS: Ser capaz de falar todas as linguagens ou falar com os animais?
JB:Se comunicar com os animais seria insano. Descobrir o que as tartarugas pensam… Será que elas pensam e falam devagar mesmo? Se eu tentasse, eu seria capaz de falar todas as línguas. Mas você não pode fazer o mesmo com os animais, nem se tentasse. Seria um poder e seria super legal ser amigo dos animais.

RS: Viver no universo do Pokémon ou do Harry Potter?
JB: Viver no universo do Pokémon seria aterrorizante; Viver nas florestas sozinho com todo mundo querendo batalhar com você seria irritante. No universo do Harry você poderia ter sapos de chocolate e cerveja amanteigada. Não que eu gostaria de ser o Harry, mas seria legal ser um mágico em Londres.

RS: Ser um cachorro com pensamentos de humanos, ou um humano com pensamentos de cachorros?
JB: Um cachorro com pensamentos humanos. Acho que o contrário seria estranho demais e as pessoas se afastariam de mim; Eu iria me esfregar em tudo que anda, o que não é diferente do que eu já faço. Eu só gostaria de poder me esfregar sem julgamentos.

RS: Comer batatas e sentir dor, ou ser uma batata?
JB: Ser uma batata seria a pior coisa do mundo. Você já viu alguma batata bonita? Morar debaixo da terra a vida toda para alguém lhe por na água fervente depois? P*ta vida miserável.

RS: Ser um pirata ou um ninja?
JB: Ninja! Ser um pirata seria grosseiro e teria uma grande probabilidade de ser morto a qualquer dia. Ninguém mata ninjas. Eles vivem nas sombras; O que seria solitário, mas também legal. E eu seria bem rico, porque quando o pirata encontra ouro, ele deve entregar para o capitão, e o ninja não.

RS: Ser a pessoa mais rica do mundo ou a mais inteligente?
JB:Se eu fosse o mais inteligente, eu ficaria nervoso com os outros porque eles seriam burros demais para mim, e eu seria um c*zão. Mas você pode ser rico e ser muito legal.

RS: Ser uma garota, ou criança por um dia?
JB:Acho que não aguentaria ser uma garota. Eu não saberia o que fazer… Eu tive uma ótima infância então, seria muito bom voltar e não me preocupar com nada. 

RS: Estar sem roupa na Antártida, ou estar com roupa de frio no Deserto?
JB:Estar no frio seria miserável, mas no calor eu posso beber água e me sentir um pouco melhor. 

RS: Desistir de pizza ou de sexo?
JB: MEU DEUS! Pizza! Eu acho que não existe algo que eu não desistiria por sexo. Eu desistiria da água por sexo se pudesse… CALMA! Tem como sobreviver só com sexo, né? Os romanos faziam sexo e construíram o mundo. 

 

Para comprar a revista, é só clicar aqui.

 

Página 10 de 48« Primeira...89101112...203040...Última »