Sua maior e mais completa fonte sobre All Time Low no Brasil!
Alex Gakarth é um rockstar de verdade? Cantor faz o ‘The Ultimate Rockstar Test’

Alex Gaskarth é o nosso vocalista pop punk favorito, mas será que essa atitude de rockstar é só fachada ou ele realmente faz jus a sua música? Em entrevista para a revista Kerrang!, Alex foi desafiado ao “The Ultimate Rockstar Test”, que pode ser traduzido para “O teste definitivo de um rockstar.” Será que ele foi aprovado? Confira a matéria traduzida:

SOBRE ROCK N’ ROLL…

K: “Você já teve problemas com a lei?”
Alex: “Muitas vezes. Mas eu nunca fui preso, o que prova que eu sou um ótimo criminoso. Uma vez nós invadimos a piscina do nosso hotel, e uma pessoa estava pelada. Era muito tarde da noite, e a última coisa que eu lembro, foi um policial chegando para a gente e falando ‘Quem vai para a cadeia hoje?’. Todo mundo congelou! Nós sempre escapamos por pouco.”

K: “Você já quebrou um instrumento intencionalmente?”
Alex: “Há uns dois anos atrás eu tinha uma guitarra Fender Telecascaster, que, não importava quantas vezes eu a afinava, ela não se comportava nos shows. Foi um problema durante toda a turnê. Eventualmente, tiveram tantos momentos que ela falhou que eu a sacrifiquei para os deuses das guitarras. Mas aí, não querendo ser um idiota eu a dei para um fã que estava na grade.”

K: “Você já derramou sangue em nome do Rock n’ Roll?”
Alex: “Uma vez eu tive uma concussão tentando ir para a plateia. Eu bati minha cabeça em uma caixa de som, caí no espaço entre as grades, e apaguei por uns segundos. Foi no final de “Dear Maria (Count Me In), e eu voltei tipo: ‘Eu voltei. Eu sei a letra. Ninguém viu isso.’.  Nós terminamos o show e fizemos uma visita ao hospital.”

FALHAS E MICOS

K: “Você já errou o nome de uma cidade em que estava se apresentando?”
Alex: “Normalmente a setlist tem a data e o nome da cidade. Mas quando a impressão está ruim, eu posso falar ‘E aí, Hamburgo?” quando esse show aconteceu ontem! Você sempre percebe porque as pessoas vaiam.” 

K: “Você já teve um ‘acidente intestinal’ no palco?”
Alex: “Teve uma vez na turnê com o Pierce The Veil, que no final de uma música eu tive que falar ‘Uh, já volto!’.  Eu acho que eles fizeram um cover do Blink quando eu saí, então o show não parou.”

MODO DE VIDA DOS RICOS E FAMOSOS

K: “Quem é a pessoa mais famosa em seu celular?”
Alex: “Sophie Turner e Maisie Williams, que são da família Stark em “Game Of Thrones”, três anos atrás nós tocamos na Comic Con de San Diego  e elas sempre estavam nos painéis, então trocamos informações e nos tornamos amigos desde então.”

K: “Qual o rumor mais estranho que você já ouviu sobre si mesmo?”
Alex: “Teve um rumor que eu estava saindo com a Taylor Swift. Talvez ela tenha sido fotografada com alguém parecido comigo. Teve um momento que sites estavam falando sobre nós, e eu fiquei tipo ‘Quê? Isso é novidade para mim!’.”

HIPOTETICAMENTE…

K: “Se você trocasse de corpo com Jack Barakat por um dia, seria legal ou pesadelo?”
Alex: “Jack é muto sensível a cheiros, então seria interessante saber o que acontece quando ele cheira por aí.”

K: “Você aceitaria 100.000 para não tomar banho por um mês?”
Alex: “Dizem que até certo ponto seus óleos corporais crescem e neutralizam tudo. Então talvez é tolerável. Não acho que eu conseguiria, já que eu gosto de estar limpo.”

PERGUNTA ESPIRITUAL

K: “Se você morrer em seus sonhos, você morre na vida real também?”
Alex: “Se você morre em seu sonho você acorda, porque o seu cérebro não consegue processar o cenário. Mas aí, como alternativa, se você acabar em outro lugar, é apenas mais uma parte do sonho. Então, não, você não morre na vida real.”

O RESULTADO: As gavetas dele são tão limpas como sua ficha criminal, mas ele tem os Starks de Winterfell ao seu lado = 72% Rockstar.

E aí, o que achou do Alex ser considerado 72% Rockstar? Não deixe de nos contar!

Materia Original: Kerrang! Magazine | Tradução e Adaptação: All Time Low Mídia

All Time Low comparece aos estúdios do TRL, assista aos vídeos:

A banda compareceu ontem (16) aos estúdios do TRL e conversaram sobre a Warped Tour, sobre o novo álbum e sobre os fãs.

Confira o vídeo legendado pela nossa equipe:

 

 

Depois, a banda encerrou o programa cantando “Good Times”. Assista:

Alex Gaskarth estará no novo álbum do Against The Current.

Como sabemos, Alex sempre está escrevendo ou fazendo colaborações com outras bandas do pop-punk, e a banda da vez é a Against The Current.

Chrissy Costanza, vocalista da banda, postou uma foto do Alex gravando vozes e após alguns minutos, Alex fez o mesmo em sua rede social.

 

 

Fonte | Tradução e adaptação: Equipe All Time Low Mídia – Não reproduzir sem os créditos.

All Time Low lança videoclipe da música “Good Times”, assista:

A banda lançou o clipe do single Good Times, música que faz parte do novo álbum da banda intitulado “Last Young Renegade” nesta quarta feira (01), que com apenas algumas horas no ar, já possui mais de cinquenta mil visualizações.

Fazendo jus a letra, a banda quis mostrar a diversidade e história de jovens que sofrem com o preconceito por causa de escolha sexual ou raça no ensino médio e que mesmo assim, conseguem superar isso e criar belos momentos para serem lembrados, demonstrando que independente de qualquer coisa as pessoas devem respeitar a diversidade e o amor que existe na nossa sociedade.

Assista:

“When the night is dark enough the stars shine out.”

 

O que acharam do clipe? Não deixe de nos contar sua opinião!

KERRANG!: Alex Gaskarth fala sobre os 10 anos de So Wrong It’s Right.

Em 2007, a Blink-182 entrou em um hiatus indefinido e a New Found Glory introduziu um diferente som em sua volta. O mundo estava pronto para um novo cenário no pop-punk e foi quando tudo começou para a All Time Low.

A banda adolescente tinha acabado de lançar o primeiro álbum chamado “The Party Scene”, mas em um pequeno espaço de tempo tinham assinado com a gravadora local de Maryland, “Emerald Moon Records”, no qual, anos mais tarde assinaram com o produtor Matt Squire (responsável pela banda Panic! At The Disco e The Used) e com a gravadora Hopeless, assim lançaram o segundo álbum “So Wrong, It’s Right” que foi um enorme salto e os tornou as estrelas mais brilhantes do firmamento pop-punk.

Essas melodias gloriosas, guitarras hiperativas e vocais que se tornariam um estouro no gênero se uniram para formar uma grande explosão de energia e excitação. All Time Low passaria a próxima década a conquistar o planeta e, alimentado pelo sucesso do único single, Dear Maria, Count Me In, onde tudo começou. À medida que a banda se prepara para tocar o álbum ao vivo, Alex Gaskarth olha para a criação.

Kerrang!: Você entrou neste álbum com alguma expectativa?

Alex Gaskarth: Definitivamente. Havia muita pressão sobre nós porque era o primeiro álbum em uma gravadora com um produtor de nome e marcou todas as nossas vidas na medida em que as expectativas se focaram 100% em nós. Ao mesmo tempo, não tínhamos uma experiência, mas foi ótimo ter (co-produtor) Matt (Squire) lá para orientação, nós tivemos muito crescimento.

K!: Qual a sua música preferida do álbum?

AG: Pessoalmente, eu realmente gosto de The Beach e Stay Awake (Dreams Only Last For A Night). Mas o interessante é como Dear Maria fez sucesso ao longo do tempo. Nós, obviamente, fizemos um vídeo no momento, mas não tínhamos ideia de que a música continuaria se tornando a música mais marcante desta banda. Ainda é a música que define nossa carreira de muitas maneiras.

K!: Como você se sente sobre o álbum olhando para trás?

AG: É algo que fiz, por isso tem um valor sentimental do ponto de vista criativo. Foi o passo mais importante para chegar até onde estamos, mas é difícil para a minha parte criativa olhar para trás e não criticá-la. Acho que sou um compositor melhor agora e sempre terei uma conexão diferente do com os fãs.

Fonte: Kerrang! | Tradução e adaptação: Equipe All Time Low Mídia – Não reproduzir sem os créditos.

Página 1 de 4612345...102030...Última »